Início > Casa, Eu, Intimidade..., Sentimentos > Hoje Nasce Mais Uma Estrela

Hoje Nasce Mais Uma Estrela

Ontem foi um dia complicado. E eu apenas pude segui-lo, não molda-lo aos meus gostos, como há algum tempo fazia.

A começar, o tempo não se decidia se sorria, ou se enfurecia, sempre em uma longa indecisão entre os opostos calor e frio.

Mas apesar de tantas outras coisas que ocorriam, tudo estava tão normal, que parecia ser mais um dia rotineiro, uma página repetida na vida do paulistano.

Pena que não foi bem assim.

Como em muitas segundas, aproveito minha noite para jantar com meus pais. Ontem não foi diferente, e assim que terminei meu trabalho, fui para a casa deles.

E foi assim que me veio a notícia. De repente, tudo que estava tão quieto, tornou-se uma tempestade, das mais fortes e violentas, daquelas que fazem todo o mar tremer, inundando até mesmo as costas mais próximas.

Ontem, com seus cabelos médio prateados e seus 83 anos de idade, falesceu uma conhecida, que de tão próxima, tornou-se da família, considerada uma avó.

Minutos depois, me vi no velório, junto de meus pais e minha irmã. À minha volta, muitas pessoas que há anos não os via. Sobre a mesa, lá estava ela, descansando finalmente.

Foi doloroso. E quando menos esperei, veio minha pequena irmã, com sua sabedoria terna e doce, em seus seis anos de idade.

– Alec… Alec… A vovó está dormindo?
– Sim, querida. Sim… Ela está descansando…
– Que horas ela vai acordar?
– Ela, não vai acordar. Papai do céu chamou ela para ir com ele.
– Ah ta… Bom… Então a vovó vai morar com ele?
– Isso mesmo. Vai ficar junto do outro vovô.
– Entendi. Mas ela vai virar uma estrela também que nem o vovô?
– Sim, C. Ela vai virar uma estrela bem grande e brilhante.

Aquela que sempre pareceu inalcansável se foi, deixando para trás, pequenas e preciosas lembranças, sempre com muito carinho.

E… A vida continua…

Anúncios
  1. maio 11, 2008 às 11:51 pm

    As crianças são os seres mais sábios da criação.

  2. maio 10, 2008 às 1:32 am

    Perder alguem querido é sempre muito triste, nada nos consola, mas pode contar com os amigos!
    beijo gde p vc!

  3. maio 8, 2008 às 11:48 pm

    Oi Alec…
    Sinto muito! Acredito que não é o fim… pense nela como uma estrela que brilha e que emana coisas boas, certamente ela ficaria feliz em ser lembrada dessa forma.
    Ahh… obrigada pela visita, achei que nunca me visitaria! ;-p

  4. maio 8, 2008 às 11:33 pm

    Seu texto é muito bom.Gostei voltarei outras vezes. Vim te convidar para conhecer o Compartilhando as Letras, sua visita será uma honra.

  5. maio 8, 2008 às 5:47 pm

    Coisas da vida, meu caro…Coisas da vida.

  6. maio 8, 2008 às 2:47 pm

    Dizem que a morte é a única certeza que temos ao nascer, né?
    Os entes queridos se vão, deixam saudade e recordações.
    Mas a vida continua…
    Bjão.

  7. maio 8, 2008 às 12:14 am

    triste…
    beijocas.

  8. maio 7, 2008 às 8:32 pm

    Mas continua sem o mesmo brilho por algum tempo…
    Sinto muito por você…
    Mas gostaria de ter um irmão assim!
    Beijinhos.

  9. maio 7, 2008 às 8:24 pm

    As crianças tem disto: são mais sábias que qualquer adulto quando se trata de sentimentos pois os deixam fluir como a cacheira deixa fluir a água. E tudo que flui, vem, passa e vai. Num ciclo.
    Exatamente como a vida.
    Grande beijo.

  10. maio 7, 2008 às 5:00 pm

    É que agora, ela vai cuidar dos que ela ama lá de cima…

    Beijos

  1. No trackbacks yet.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: