Início > Contos, Palavras ao vento..., Relacionamentos, São Paulo, Sentimentos > Palavras ao Vento… Separados…

Palavras ao Vento… Separados…

E foi aí que decidiu.

Ele respirou fundo e esperou calmamente até que o sinal fechasse, atento à cada movimento da rua. Cada pessoa, carro, o tempo em si, tudo parecia andar mais devagar.

Enquanto isso, ainda não acreditava na possibilidade de ser ela. Não havia porque. Mas… Seria ela mesmo? Ou não? Quem sabe um devaneio criado pelo desejo de reencontra-la?

Começou a lembrar do passado. E viu que apesar do tempo, ainda se lembrava perfeitamente dela, de cada detalhe, tanto físico quanto de sua personalidade.

De repente, o sinal abriu, e ele, ansioso, ali ficou, esperando que ela atravessasse. Observava cada passo, e a medida que a garota se aproximava, o coração parecia acelerar mais e mais.

Na metade do caminho, acenou com a cabeça, e ela retribuiu. Ainda olhou para os lados para ver se era para outra pessoa, mas ela confirmara, murmurando seu nome.

Sorria por dentro, seu coração queria sair pela boca, as pernas agora fraquejavam, e suas mãos tremiam. O que dizer para ela? Havia tanto a perguntar, mas, por onde começar?

Mas… E se ela não o quisesse ver? E se ela tivesse partido por causa dele? Ele começou a ficar com muito medo das respostas, e… Em um ataque nervoso, saiu correndo, como alguém fugindo de alguma besta à solta.

Correu o maximo que pode, sem olhar para trás, parando somente à dois, três quarteirões à frente, de onde já não se via o ponto onde estava parado.

Para a sua sorte, a chuva começou a engrossar. As ruas então ficaram desertas, e não vendo alternativa, resolveu ir para casa. Correu até a primeira estação de metrô e entrou, agora vazio pelo horário.

Durante o caminho inteiro, ficou pensando e remoendo sua falta de coragem. Ainda não se conformava, e chegou a ficar com raiva de si mesmo.

Quarenta minutos depois estava ele, na porta de casa, procurando a chave em um de seus bolsos. Sentia-se triste e cansado, e por dentro, se ofendia como podia.

Então… Abriu a porta de casa, e ouviu, às suas costas…

– Caso você não se lembre, eu ainda sei onde você mora…

Continua…

Anúncios
  1. julho 30, 2008 às 3:33 pm

    Oo
    *curiosa e indo ler a continuação*

    Muito bom mesmo!

  2. amandovoce
    junho 23, 2008 às 8:52 pm

    ei continua essa história ai hein!! pelo amor, me deixou curiosissima!!
    Bjs

  3. junho 23, 2008 às 12:16 am

    C-a-r-a-m-b-a!!! queria ter a coragem dela… ahhhh como eu queria, meu Deus! Daria alguns dias de vida por metade dessa coragem. odeio minha covardia.rs…

    OBRIGADA pelo selinho. desculpe o agradecimento atrasado. mas estou em falta com a visita aos amigos. agora voltei!OBRIGADAAAAAAAAAAAA!!!!! beijocassssssssssssssssss no coração!

    pelamordedeus? não demora pra postar o resto? vou morrer aos pouquinhos de curiosidade!rs…

  4. junho 21, 2008 às 2:10 pm

    oi alec… tô voltando a blogar.. a orkutar direito… rsrsr
    hum….. que texto mais interessante.. tah começando uma parte que parece muito hein?? beijooooo

  5. melmelyssa
    junho 20, 2008 às 11:55 pm

    :’)
    emocionante…continua logo!

  6. junho 20, 2008 às 9:29 pm

    aff fiquei até sem ar com o suspense.

    bjusss

  7. junho 20, 2008 às 2:01 pm

    Quantos encontros e desencontros acontecem ao longo da nossa vida, né?
    Tô adorando a história.
    Mal posso esperar pra ler a continuação.
    Bjao e otimo findi.

  8. junho 20, 2008 às 12:58 pm

    Uau!!! Que “cliffhanger” hein?!
    Surpreendente!
    Porque eu acho que só eu posso escrever em capítulos…???

    E o metrô nunca tá vazio, mesmo quando tá.

    Abraço forte. Ótimo final de semana!

  9. Homem Aleatorio
    junho 20, 2008 às 12:30 pm

    Opa, vai escrever uma novela aos poucos? Hehehe, ficou muito bom. Belos cliffhangers que você está criando.

    o/

  10. junho 19, 2008 às 9:45 pm

    Quando haverá a continuação??????
    Fiquei curiosíssima!

    Bj

  1. junho 24, 2008 às 6:52 pm

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: