Início > Blogosfera, Cotidiano, Eu, Lembranças, Mundo, Rotina, São Paulo, Trabalho > Safari na Livraria Cultura…

Safari na Livraria Cultura…

Dia 09/09/08, terça-feira. Eram exatamente 13hrs, quando resolvi ir almoçar. Aliás, almoçar não. Ir embora.

Para quem trabalha oito horas por dia, trabalhar apenas quatro por dia, pode ser bem atrativo. Mas eu garanto. Não é. Claro que você são poucas horas, o que resulta em mais tempo para si mesmo.

Mas tente imaginar-se saindo as 13hrs, e não tendo a menor idéia do que fazer. Ir almoçar até pode ser uma saída, o horário é propício a isso, mas… E depois? Procurar amigos? Não dá, eles trabalham. Cinema? Não, sala cheia é horrível, mas vazia é pior. Shopping? Não, à tarde só tem alguns garotos(as) que não querem voltar para casa cedo.

No meu caso, finalmente eu havia conseguido sair no horário. Mas ao lembrar disso, bateu um desespero profundo, uma angústia lascada, um vazio horrível, justamente por não saber o que fazer à tarde. E ir para casa estava fora de cogitação. Pelo compromisso à noite, não compensava voltar mais cedo.

No fim das contas, acabei passando na Livraria Cultura, com todas as suas estantes e prateleiras. Antes eu só passava para ver algum livro já pré-escolhido e nunca havia parado para notar no tamanho da loja.

Assim que eu cheguei, já fui atraído pelo aroma do café, que vinha do Viena. Logo ao lado dela, acabei por ver alguns livros que eu sempre dizia ir comprar, mas nunca me dedicava a procurar por seus volumes.

E aí que veio a maior surpresa. Ao pegar um livro qualquer na estante, de nome cativante, logo na primeira folheada, um bilhete misterioso surgia.

”Procuramos o último membro
dos seis integrantes de nosso grupo de leitura.
Seja você, e me responda para o e-mail X…”

O bilhete bateu mais na curiosidade do que na vontade. Me perguntei o que seria o tal bilhete, mas nada que me despertasse tanto interesse. No fim, lá foi o papelzinho pro bolso da calça.

Mais ao lado, junto às revistas periódicas, uma gravura chamou muito a atenção. Já havia visto em algum lugar, mas não lembrava de onde. E mais uma vez a curiosidade vencia a batalha, e acabei por lendo a revista.

E assim foi, setor por setor, assunto por assunto, fosse livro, CD ou DVD. Quando percebi, estava chamando atenção por carregar um monte de livros da loja.

Perdido entre mistérios e misteriosos, somados as milhares somas de letras e números, em mais de suas mil prateleiras, de romanticos a políticos, técnicos a filosóficos, tudo é uma aventura.

E a hora passa tão depressa… Quando dei por mim, os ponteiros indicavam mais de 19hrs, e meu compromisso já havia furado… Sem escolha, fui para casa, agora com dois livros e um periódico.

Mas lembrar de tudo só me deixa um gosto de quero-mais…

Aliás… Lyane… Eu já disse que Bleach é bem interessante? rs…

Anúncios
  1. setembro 21, 2008 às 12:50 am

    Ahhhhhhhh adorei a história,
    e adoro a Cultura!

    bjinho.. .

    tudo bem por aqui?

  2. setembro 18, 2008 às 11:13 am

    Já sim… e estou começando a ficar curiosa do pq está me dizendo tanto isso!!! rs
    Eu sou fã de Bleach…. adoro o casal Rangiku/Gin e vc? Fale-me mais de Bleach!!!
    E eu saberia bem o que fazer numa tarde livre: DORMIR!!! rs
    Sim, estou velha…rs
    bjos

  3. M.K.
    setembro 16, 2008 às 5:22 pm

    Na primeira vez que fui para a cultura, fiquei perdido e maravilhado. Realmente, um belo lugar para se passar o tempo.

  4. setembro 15, 2008 às 8:00 pm

    também adoro livrarias.

    hoje em dia, eu assumo: compro muito pouco em lojas físicas; na internet é bem mais barato.

    mas passo horas dentro de uma livraria, mesmo quando saio com as mãos abanando.

  5. setembro 13, 2008 às 4:38 pm

    Pois é….livraria é meu sonho de consumo…rsrsrsrs

    Pena que o din-din nunca é suficiente pra tudo que desejo…

    Bjos..

  6. setembro 13, 2008 às 3:34 pm

    O problema de se perder numa livraria dessa é esquecer q salario e cartao de credito tem fim! rs
    o resto é so alegria! rs
    beijos!

  7. setembro 13, 2008 às 1:45 am

    Nem me fala…….
    Livraria é tudo de bom….e o tempo voa mesmo…
    Tá vendo que bom programa arrumou sem querer….
    Repita a dose mais vezes, vício bom esse aí….
    Ale

  8. setembro 12, 2008 às 11:24 am

    HAushaushuAHS, só vc mesmo, querido!!!
    Mas pelo menos passou o tempo.
    Adoro livrarias, mas me dá nervoso pq quero comprar tudo e não tenho dinheiro pra quase nada…hahahaha

    Bjos, bom te “ver”

  9. setembro 12, 2008 às 3:35 am

    Hummm… que dia delicia afinal… e o papelzinho??? E nosso café??? hehehehehe
    Beijos Mila

  10. setembro 11, 2008 às 1:44 pm

    Quando mais nova, meu sonho era ser bibliotecária: ter aquele número enorme de livros, todos ali…. Com certeza, o tempo não passaria, como não passou pra vc.
    Bjo.

  11. setembro 11, 2008 às 12:01 pm

    Ficar perdido em livraria é tudo de bom! 😉

  12. setembro 11, 2008 às 12:56 am

    Por incrível que pareça algo assim aconteceu comigo rs….

    Que tal um jantar na sexta-feira?

  13. setembro 10, 2008 às 11:09 pm

    Ih, mais um viciado em Bleach!
    Que a Soul Society proteja os shinigamis… rsrsrs…

  1. No trackbacks yet.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: