Início > Cotidiano, Geral, Hoje, Retratos da Vida Real..., São Paulo, Trabalho > Retratos da Vida Real… Enlatados…

Retratos da Vida Real… Enlatados…

Depois que vendi meu carro, muita coisa mudou em minha vida, e já sinto claramente as conseqüências disso.

Já não pego mais tanto trânsito, não me preocupo com IPVA ou multas, não esquento mais com pedestre que insiste em atravessar cinco metros antes da faixa, entre outras coisas.

Claro que sempre há aquele horário de rush diário, onde é um Deus-nos-Acuda para ver quem chega em casa primeiro. Ou a chuva que chega de surpresa logo que você desce do transporte.

São casualidades que acontecem, incomoda, claro, mas não é nada absurdo e chega a fazer falta quando não se têm… E creio eu, faz parte de qualquer grande metrópole.

Mas…

O que incomoda mesmo, é sair de casa cedo e pegar o trânsito. Não de carros, mas de pessoas nas metrovias. São catorze estações até chegar ao trabalho, pessoas mais entram do que saem, e sempre fica aquele aperta-aperta do último que acha que tem espaço para mais um.

Há quem diga que tudo isso, é decorrente da falta de cultura e educação das classes mais baixas, em geral provenientes das cidades vizinhas e zona leste, pela falta de acesso a informação.

Verdade?

Não! Mentira. Sem generalizar, os que mais atrapalham, apertam e empurram são os engravatados trabalhadores de escritório da Paulista. Aqueles que claramente se vê em conversas absurdas e fúteis, daquelas que incomodam o ouvido só de ouvir a primeira letra.

Culpa deles? Não em todo, o transporte deixa muito a desejar e o governo mesmo, não faz muito para merecer os votos realmente merecidos.

Sinceramente? Que falta da minha Madalena… rs….

Anúncios
  1. outubro 16, 2008 às 3:37 am

    Acho que na verdade, é uma soma de todos os fatores juntos.

    Na verdade, não acho que o metro demore entre um trem e outro. A questão é tem pessoas DEMAIS!!! superpopulação mesmo!

    Apesar dessa multidão nos horarios de pico, ainda chego em casa muito mais rapido do que de carro.

    Que aliás sinto falta na hora de levar ou trazer alguma coisa grande, ou sair e voltar de madrugada…

    Mas durante a semana, ir e voltar do trabalho… tá bom.

  2. outubro 6, 2008 às 2:14 am

    Já tentou usar o MP3 no último volume tocando um rockzinho calmo ? rsrs…A gente fica alheio ao caos e conversinhas fúteis em torno..rsrs

  3. outubro 3, 2008 às 5:00 am

    Trabalhei na Paulista…foi de lá que saí há 1 mês…e confesso: não sinto a menor falta do metrô Paraíso e nem do Parque Dom Pedro…
    Hoje tô trabalhando há 15 minutos da minha casa…e vou todos os dias com meu B-Negão (é…meu carro tb tem nome, viu?-rs)…vou ouvindo meus cds…na verdade só dá tempo de ouvir umas 4 musiquinhas….mas tá valendo…
    Paulista??? Agora só as quartas-feiras para ir ao inglês…..de carro é claro…

    Bjos

  4. setembro 30, 2008 às 10:38 pm

    Aiaiaiaiai
    Sei bem dessa labuta.
    Brasilia é um buraco sem fim quando se depende do transporte publico que além de ruim é caro…
    Mas enquanto não tenho condições de transporte privado… vou indo pela privada mesmo…
    (piada infame, eu sei…)
    (Trocadilho idiota, eu também sei…)
    Mas não me contive…

  5. setembro 30, 2008 às 7:25 pm

    Ainda vai chegar o dia que SP terá aqueles “empurradores de gente” igual ao metrô de Tóquio… Medo…

  6. setembro 30, 2008 às 4:59 pm

    O aperto do metrô ou do trem é desculpa recorrente pra gente ‘semducação’ aprontar. E haja paciência, bom humor…
    Grande abraço!

  7. setembro 30, 2008 às 3:04 pm

    Ter um carro tem suas vantagens, mas, nesse trânsito caótico que a gente vive, acho que o transporte coletivo dá menos trabalho…
    Aqui em BH temos um táxi lotação: um táxi que circula nas duas principais avenidas da cidade, e que acomoda 3 pessoas!
    Com certeza, é uma grande opção!
    Bjo.

  8. setembro 30, 2008 às 12:49 pm

    Hoje em dia eu só ando em transporte coletivo que me permita ir e voltar dormindo. Trem/metro só em caso de última necessidade! 😉

  9. setembro 29, 2008 às 4:43 pm

    Nossa, graças a Deus que agora eu moro fora e venho de Fretado, pq quando precisava usar os metrôs da vida eu também sofria muito. ÔOOO vida!!!!
    É triste demais, imagino como a Madalena faz falta.
    Bjos e boa semana Alec!
    Ly

  10. amandovoce
    setembro 29, 2008 às 4:18 pm

    Oi Alec tudo bem?
    Estava de férias, mas hj estou de volta…
    Eu tb estou sem carro, como me casei recentimente tivemos que vender um carro, e eu acabei sem o meu… rs`
    Mas ainda não me acostumei a ficar sem ele… é tão estranho andar de onibus ….rs
    Mas logo espero poder comprar um, pq faz muita falta, mesmo com o transito que temos hj.
    Bjus

  1. No trackbacks yet.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: